Inaugurada a primeira usina fotovoltaica do Tribunal Eleitoral do Rio Grande do Norte

04/08/2020

O desembargador Glauber Rêgo, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), inaugurou no sábado (1/8) a primeira das três usinas fotovoltaicas que vão atender a Justiça Eleitoral do estado. Instalada no Centro de Operações da Justiça Eleitoral (Coje), em Natal (RN), a usina faz parte de um projeto iniciado em  2018 e que já apresenta os primeiros resultados. Geração de energia limpa e economia para os cofres públicos.

A iniciativa estava inclusa no Plano de Gestão 2018-2020 do TRE-RN, na gestão do desembargador Glauber Rêgo, estabelecido através da resolução nº 42/2018. O projeto teve custo estimado de R$ R$ 2.600.171,63. Os recursos foram viabilizados junto ao Tribunal Superior Eleitoral.

A iniciativa deve reduzir 47% dos gastos com energia elétrica do TRE-RN, o que significa, aproximadamente, R$ 500 mil em economia para os cofres públicos por ano. A economicidade alcançada com as usinas fotovoltaicas é um dos pilares do Plano Estratégico Institucional que baseou a iniciativa da Administração do tribunal. Outro alicerce para o empreendimento foi a promoção da sustentabilidade ambiental.

Participaram da inauguração a diretora-geral, Simone Mello, a secretária da SAOF, Andrea Campos, o chefe da seção de Engenharia,Ronald Amorim Fernandes e Lana  Patricia da Silva, responsável pelo Núcleo de Gestão Socioambiental,o secretário de Tecnologia da Informação, Marcos Maia,o  assessor da Presidência, Aranud Flor, além de outros servidores.

Equipe

Com a implantação das usinas aprovada, ainda em 2018 foi designada a equipe para desenvolver estudo de fontes de energia renováveis, medidas de eficiência energética e sistema fotovoltaico. O time foi composto pelos servidores Ronald José Amorim Fernandes, Lígia Rogéria Maniçoba Ferreira, Fábio Henrique da Silva Barros, Maria Ruth Bezerra Maia de Hollanda, Iaperi Gabor Damasceno Arbocz, Lanna Patricia da Silva, Dilvana Maria Tinoco Cabral Torres Barbosa e Gabriella Dantas Barbosa, sob a supervisão da Secretária de Administração, Orçamento e Finanças, Andréa Carla Guedes Toscano Campos.

Fonte: TRE-RN

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ