ICMS/GO - Operação Carga Pesada flagra empresa que fazia transporte irregular de mercadorias e de passageiros

28/08/2020

A equipe da Supervisão de Trânsito da Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia - DRF, por meio da Operação Carga Pesada, fiscalizou ontem (26/08), uma empresa com sede em Goiânia, que vinha atuando nos segmentos de turismo e transporte de cargas de forma irregular, utilizando notas fiscais frias, além de outras irregularidades. Os autos de infração somaram R$ 396.250,70 de Base de Cálculo e R$ 134.725,24 de ICMS e multa.

A empresa estava transportando mercadoria sem nota fiscal, de Goiânia para São Paulo e também no percurso inverso. A operação foi programada após o recebimento de várias denúncias feitas à Supervisão de Trânsito na Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia, com o apoio Técnico Fazendário e do Batalhão Fazendário. "Nós observamos que nos ônibus utilizados para o transporte de turistas estava sendo feito um fretamento não só para transporte de passageiros, mas também de mercadorias", explica o supervisor de Trânsito da DRF de Goiânia, Adalberto Constantino.

Os auditores fiscais da Secretaria da Economia observaram que os responsáveis pela transportadora simulavam a operação dos pagamentos devidos à ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres e do ICMS referente ao serviço de transporte de passageiros. Nas notas fiscais fraudadas constava o trecho de Brasília a São Paulo, e não de Goiânia para São Paulo, como de fato ocorreram as viagens. "Essa operação é totalmente ilegal e clandestina. Eu quero frisar que o nosso trabalho não termina por aqui, outras auditorias serão realizadas,", resume Adalberto Constantino . 

Comunicação Setorial - Economia

Fonte: SEFAZ GO