Santa Cruz faz abertura de ato que celebra o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

03/05/2019

Brasília - O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, fará, na manhã desta sexta-feira (3), em São Paulo, a abertura do evento organizado pela Faculdade Armando Alvares Penteado (FAAP) em alusão ao Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. Além de Santa Cruz, o ato reunirá jornalistas do Brasil, EUA e França, que debaterão sobre o impacto das plataformas digitais no jornalismo, assim como tendências e melhores práticas. O evento, que tem o apoio institucional da OAB, é uma realização da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), do Consulado dos Estados Unidos em São Paulo e da FAAP. Conta ainda com o apoio da ANJ (Associação Nacional de Jornais), Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), Instituto Palavra Aberta, Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo) e RSF (Repórteres Sem Fronteiras).

O presidente da Ordem destacou a importância da data e da discussão envolvida no evento promovido pela FAAP, sobretudo numa época em que as notícias falsas têm tido peso nos rumos dos cenários social, político, econômico e cultural.

“Esse dia Mundial da Liberdade de Imprensa tem um sentido especial, com o crescimento das fake News, a disseminação de desinformação, os ataques virtuais a jornalistas e as tentativas de desacreditar as instituições. Desde o início de nosso mandato, reafirmamos o compromisso da OAB com a liberdade de expressão e de imprensa, como pressupostos do regime democrático que juramos defender. Não por acaso, o Conselho Federal da OAB criou em fevereiro um Observatório de Liberdade de Imprensa. A imprensa livre, crítica e independente se faz hoje mais necessária do que nunca. Se a desinformação ameaça a democracia, a imprensa livre é essencial para a democracia viver”, disse Santa Cruz.

Serão promovidos debates a respeito da desinformação, credibilidade, segurança digital e polarização. Dados divulgados pela ONG Repórteres Sem Fronteiras apontam “preocupante piora da situação da liberdade de imprensa na América Latina”. Segundo o levantamento, o Brasil caiu para o 105º lugar entre os 180 países monitorados, aproximando-se da zona vermelha da classificação (“situação difícil”).

Dividido em painéis, o evento terá a participação da especialista norte-americana Jane Kirtley, professora de ética midiática e direito da Universidade de Minnesota, que trabalhou por 14 anos como diretora-executiva do The Reporters Committee for Freedom of the Press, e Emmanuel Colombié, diretor para a América Latina do Repórteres Sem Fronteiras.

Além deles, participam Sergio Dávila (diretor de redação da Folha de S. Paulo), Carla Jimenez (diretora do El Pais Brasil), Ricardo Gandour (diretor-executivo da rádio CBN) e Guilherme Amado (vice-presidente da Abraji). Os moderadores serão Angela Pimenta (presidente do Projor) e Luciana Garbin (coordenadora do LabJor - laboratório de produção de conteúdos jornalísticos do curso de Jornalismo - da FAAP e editora de produção do Estadão).

Fonte: OAB Conselho Federal