STJ ordena buscas e prisões em operação contra desembargadores do TRT do Rio

02/03/2021

Por ordem da ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal cumprem 11 mandados de prisão preventiva e 26 de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (2/3), no Rio de Janeiro.
Entre os alvos da investigação estão desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e advogados ligados ao governador afastado, Wilson Witzel (PSC). Os atos são um desdobramento da operação que levou à prisão de Witzel.
De acordo com o MPF, a investigação apura o pagamento de vantagens indevidas a magistrados que, em contrapartida, teriam beneficiado integrantes do esquema criminoso. 

As medidas cautelares "decorreram de vasto acervo de provas apontando para a prática de crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa", dizem os procuradores.

Segundo a Globo, a sede do TRT foi alvo de buscas, assim como endereços na Ilha do Governador, zona norte da cidade; na Lagoa e no Leblon, na zona sul. Com informações da assessoria de imprensa do MPF.

Fonte: Conjur- Revista Consultor Jurídico