Teste final das urnas eletrônicas será transmitido em tempo real pela internet

25/08/2020

Os três dias (26, 27 e 28 de agosto) do Teste de Confirmação do Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação (TPS) 2019 serão transmitidos pela internet, em tempo real, no canal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no YouTube. A novidade ocorre em razão da pandemia de Covid-19, que limitou e restringiu a participação física de pessoas no evento, que ocorrerá no 3º andar do edifício-sede do Tribunal.

A transparência é um dos pilares do TPS. Todos os detalhes são amplamente divulgados: do código-fonte do sistema até o resultado dos planos de ataque executados pelos investigadores. Por isso, o TSE preparou uma estrutura para que todos os cidadãos possam acompanhar o Teste de Confirmação pela internet. Uma câmera fixa captará imagens do ambiente de teste, que serão transmitidas ao vivo pelo canal do TSE no YouTube.

No primeiro dia do Teste de Confirmação, quarta-feira (26/8), haverá um pronunciamento do presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, que marcará o início dos trabalhos. E durante os três dias de evento, serão realizadas entrevistas ao vivo pela equipe de TV do TSE, com representantes das Comissões Organizadora e Avaliadora. Há ainda a previsão de entrevista com os investigadores presentes no Teste de Confirmação para explicar quais foram os achados. As conversas serão veiculadas durante a transmissão pelo YouTube.

Coletiva

Na sexta-feira (28/8), a partir das 17h, o presidente do TSE e outros técnicos farão o anúncio do encerramento do evento. Em seguida, será realizada entrevista coletiva on-line para responder aos questionamentos dos jornalistas credenciados previamente. A cerimônia final também será transmitida pelo canal do TSE no Youtube.

Credenciamento

Já está aberto o credenciamento para os profissionais de imprensa interessados em participar da entrevista coletiva. Para se credenciar, os jornalistas devem enviar um e-mail para imprensa@tse.jus.br, informando o nome completo, o veículo em que trabalha e o número de telefone com WhatsApp.

No dia da coletiva, será criado um grupo de WhatsApp com todos os jornalistas previamente cadastrados. Eles se identificarão e enviarão suas perguntas, que serão lidas pela equipe da Ascom às autoridades presentes. Após o evento, o grupo será excluído.

Fonte: TSE

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ