Produtividade remota: mais de 31 mil documentos e produção aos finais de semana

01/04/2020

Com os autos administrativos tramitando totalmente em meio digital, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) tem alcançado celeridade no andamento dos processos e dos projetos da gestão neste período emergencial e de adoção do home office. Nas duas primeiras semanas de teletrabalho, de 16 a 30 de março, foram 31.575 documentos produzidos no sistema Processo Administrativo Digital (Proad), sendo 1.324 somente nos dois finais de semana – dias 21, 22, 28 e 29 de março.

O diretor-geral do TJGO, Rodrigo Leandro da Silva, diz que o índice de avaliação da produtividade é extremamente satisfatório, mesmo considerando a necessidade inicial de adaptação de todos os servidores a essa nova modalidade de trabalho. Ele também ressalta o suporte dado pela Diretoria de Informática para a configuração das máquinas em tempo recorde. Para substituir as reuniões presenciais, frequentes nas agendas dos gestores e suas equipes, o diretor-geral relata que a administração do TJGO tem realizado reuniões utilizando sistemas de videoconferência (veja aqui), além de outras ferramentas de comunicação, como o WhatsApp, para definições de diretrizes e para o acompanhamento das estatísticas de trabalho.

Comprometimento de todos

Ao analisar a produção de documentos no Proad desse período (16 a 30 de março), Rodrigo Leandro da Silva faz um elogio aos servidores. “Com a mudança para o teletrabalho observamos que cada servidor tem se empenhado em buscar o máximo de produtividade. Verificamos em nossos registros atos administrativos produzidos inclusive no período noturno e aos finais de semana, o que demonstra o comprometimento de todos com essa nova modalidade de trabalho. Os relatórios iniciais mostram uma evolução no número de minutas e atos produzidos. Portanto, pelo menos nesse período inicial, é inegável que os números demonstram um aumento da produtividade.”

Assinatura digital

Dentre os inúmeros atos administrativos praticados desde o início do teletrabalho, o diretor-geral destaca a normatização da assinatura digital de instrumentos contratuais e atas de registro de preços. Com a edição de uma nova portaria, o TJGO passará a realizar todo o procedimento de formalização de seus contratos mediante assinatura digital, inclusive em relação ao contratado. “Antes dessa inovação, era necessário um prazo médio de 15 a 30 dias para o trâmite dos instrumentos contratuais entre o tribunal e os contratados, especialmente quando se tratava de empresas com sede em outros municípios ou estados, o que atrasava consideravelmente o início de serviços e a entrega de materiais. Agora, poderemos realizar esse procedimento em minutos, utilizando a assinatura eletrônica e o envio em meio digitais.”

Fonte: TJGO

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ