Justiça Restaurativa obtém representação na Secional paulista da Ordem

01/08/2019

O plenário dos conselheiros, na sede institucional da OAB SP, recebeu cerimônia de posse da nova Comissão Especial de Justiça Restaurativa (31/07), liderada no triênio 2019/2021 pela advogada Viviane Pereira de Ornellas Cantarelli. A Justiça Restaurativa consiste em uma técnica de solução de conflitos que prima pela criatividade e sensibilidade na escuta das vítimas e dos ofensores. Com início entre as décadas de 70 e 80 em países como Canadá, Estados Unidos e Nova Zelândia, começou a ser estudada no Brasil no fim dos anos 90.

O vice-presidente da Seção São Paulo da OAB, Ricardo Luiz de Toledo Santos Filho, destacou que mais uma Comissão da entidade será presidida e composta majoritariamente por mulheres. Ricardo Toledo disse, ainda, que as nomeações para os cargos nas Comissões estão sendo feitas com base nos currículos e no domínio sobre o tema que defendem: “Desta maneira, primando pelo critério da meritocracia, a nova diretoria quer reforçar o protagonismo da OAB ao longo da história, sempre ao lado da sociedade”, finalizou.

Em sua fala, Viviane Cantarelli ressaltou que vivemos um momento histórico muito delicado, com ataques à democracia, à advocacia e à cidadania, e convida a todos, por meio da Justiça Restaurativa, reconsiderarem suas condutas: “A Justiça Restaurativa é um convite para repensarmos nossas atitudes em relação ao mundo, no modo como ele se processa; é uma proposta para que o homem seja amigo do próprio homem, convidando-nos a agir com empatia”.

A presidente comunicou que algumas reuniões para acertar os rumos de trabalhos já foram realizadas. Na oportunidade, convocou advogadas e advogados para participarem da Comissão, que se propõe a ser um espaço aberto para reflexões e ações sobre o tema, servindo como fomento para uma nova maneira de atuação da advocacia no enfrentamento de conflitos.

Presenças

Além dos citados acima, estiveram presentes na solenidade Ana Sofia Schmidt de Oliveira e Débora Eisele Barberis, respectivamente, vice-presidente e secretária da Comissão Especial de Justiça Restaurativa; e Raquel Barbosa, vice-presidente da Área Estadual da Comissão de Advocacia Pública.

Fonte: OAB São Paulo