Implantação de processo eletrônico e sistemas de gestão na pauta do Colégio de Secretários-Gerais

26/03/2019

Brasília – A transição do papel para o meio eletrônico foi um dos temas do III Colégio de Secretários-Gerais do sistema OAB. O gerente de Tecnologia da Informação do CFOAB, Antônio de Pádua Canavieira, apresentou aos participantes do encontro que acontece nesta segunda-feira (25), em Brasília.

A implementação em nível nacional de um software que torne totalmente digital os processos internos do sistema OAB foi um dos tópicos abordados. Pádua explicou também o funcionamento do sistema de digitalização de peças processuais do âmbito interno.

“O maior entrave que temos no sistema OAB é a quebra dos paradigmas. No passado as pessoas não confiavam em bancos. Guardavam dinheiro em casa e hoje a realidade é justamente o contrário. O sistema informatizado é mais seguro que o tradicional, em papel”, exemplificou Pádua.

Conforme o gerente de TI, um grande erro cometido é a gestão documental ocorrer em duas modalidades (impressa e eletrônico). “São funções concorrentes que geram duplicidade de trabalho”, justificou.

Pádua apresentou também o Sistema de Gestão Documental – SGD, desenvolvido inteiramente pela área de tecnologia da informação da OAB Nacional, em funcionamento desde 2011, que já possui mais de 500.000 processos cadastrados e que é oferecido de forma gratuita a todas as seccionais.

O secretário-geral da OAB Nacional, José Alberto Simonetti, anunciou a intenção da entidade de estabelecer uma nova política de atualização de dados cadastrais da advocacia brasileira, bem como, a ampliação da adesão da classe ao uso da assinatura digital, fundamental nas ferramentas mais modernas de processos.

Fonte: OAB Conselho Federal