SEI Julgar começa a ser usado em sessões de julgamento do TJRS

30/11/2018

Agilizando a tramitação de processos administrativos, o SEI Julgar, funcionalidade dentro do Sistema de Processo Eletrônico (SEI), começou a ser usado oficialmente no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) na última terça feira (27/11). O sistema entrou em uso durante a sessão de julgamento do Conselho da Magistratura (Comag) do tribunal estadual.

Na ocasião, três recursos referentes a contratos de empresas terceirizadas foram julgados pelos desembargadores integrantes do COMAG por meio do SEI Julgar. O relator do processo foi o 3º vice-presidente do TJRS, desembargador Túlio Martins, que elogiou o sistema. "A experiência foi ótima. É um sistema que funciona muito bem e de fácil manuseio", afirmou.

O sistema desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) já foi testado durante reunião da Comissão de Segurança do TJRS e, conforme a Direção de Tecnologia da Informação e Comunicação do Judiciário gaúcho, o objetivo é disponibilizar o SEI Julgar para o trabalho das demais Comissões e Conselhos do Tribunal de Justiça.

Também participaram da sessão e aprovaram a ferramenta o presidente do TJRS, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, o 2º vice-presidente, desembargador Almir Porto da Rocha Filho, a corregedora-geral, desembargadora Denise Oliveira Cezar, e o desembargador Diógenes Vicente Hassan Ribeiro.  

SEI Julgar

A funcionalidade é responsável pelo julgamento administrativo em colegiado dos processos em tramitação no sistema. O SEI Julgar funciona dentro do SEI e gerencia os trabalhos de julgamento dos processos administrativos, automatizando todas as etapas do julgamento, reduzindo o tempo de processamento e a incidência de erros até a sua conclusão.

Fonte: Imprensa/TJRS