Auditores questionam cálculos para reforma da Previdência

03/08/2018

A Reforma da Previdência foi o tema da manhã desta quinta-feira (2) do Seminário e Sabatina "Os desafios para o próximo governo " promovido pela Unafisco (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) no teatro do hotel Maksoud Plaza, em São Paulo.

Os discursos foram em defesa da previdência dos funcionários do setor público e questionando os cálculos do governo.

"Déficit e superávit não são critérios para tratar da questão previdenciária", afirmou o auditor Mauro José Silva, diretor de defesa profissional e assuntos técnicos da Unafisco Nacional, primeiro palestrante a falar.

O promotor de justiça e primeiro secretário da APMP (Associação Paulista do Ministério Público), Paulo Penteado Teixeira, foi mais longe: "Se existe um déficit, ele é gerencial."

Única mulher e voz distoante, Zélia Luiza Pierdoná, procuradora-regional da República, defendeu a necessidade de fazer uma reforma da Previdência. "Estamos discutindo interesses da nação e devemos garantir a proteção não apenas de nossos direitos como também dos nossos filhos e futuras gerações."

Antes de abrir para perguntas do público, o consultor legislativo do Senado Federal, Luiz Alberto dos Santos, falou sobre o regime próprio de previdência social. A mediação ficou a cargo do presidente da Ajufe (Associação dos Juízes federais) Fernando Marcelo Mendes.

Durante este segundo dia de evento, a Reforma Tributária também será debatida. E está prevista uma sabatina com presidenciáveis com a participação do jornalista e apresentador do Jornal da Record News, Heródoto Barbeiro.

Fonte: R7 Notícias