ICMS/RJ - Receita Estadual e MP-RJ realizam operação contra sonegação

26/11/2020

Fraudes fiscais contabilizam mais de R$ 7 milhões em ICMS não recolhidos

A Secretaria de Fazenda (Sefaz-RJ) em conjunto com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Sonegação Fiscal e aos Ilícitos Contra a Ordem Tributária (GAESF/MPRJ), realizaram nesta quarta-feira (25/11) a Operação Gretel. A ação teve como objetivo colher provas relativas à atuação fraudulenta de empresas varejistas em Nova Friburgo, Região Serrana do Rio de Janeiro.

Nas investigações, os Auditores Fiscais da Receita Estadual identificaram indícios de fraudes na emissão de nota fiscal de consumidor eletrônica - NFCe. Estima-se que mais de R$ 7 milhões em ICMS deixaram de ser recolhidos aos cofres do Estado do Rio de Janeiro.

A operação contou com a participação 15 Auditores Fiscais e 35 agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público (CSI/MPRJ). “As diligências pretendem recolher provas e outros elementos de convicção que permitam a exata compreensão de todo o esquema de sonegação e seus beneficiários, assim como a identificação dos autores e o delineamento de suas participações na fraude tributária”, afirma o superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ, Rodrigo Aguieiras.

Essa é mais uma operação em conjunto da Sefaz-RJ e MP-RJ no combate à sonegação fiscal. “Ações como essa são fundamentais para a economia do Estado do Rio de Janeiro, pois além de visarem coibir ilícitos, promovem um ambiente de negócio mais saudável e igualitário”, acrescenta Aguieiras.

Fonte: SEFAZ RJ