ICMS/GO - Delegacia de Fiscalização de Goiânia participa de operação para apreensão de carga roubada

21/11/2019

A Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia (DRFGNA) participou da operação Extra Statum, nesta segunda-feira, 18/11, que recuperou uma carga roubada de leite em pó avaliada em R$ 150 mil, em Canindé (CE). Além do Fisco de Goiás, a ação envolveu a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas de Goiás (DECAR), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Fisco do Ceará.

O trabalho começou quando a DRFGNA foi acionada por fiscais do Ceará para verificar a situação da empresa Poliplast - Indústria e Comércio de Materiais, que tentava entrar no Estado nordestino com um caminhão carregado de 13 toneladas de leite em pó. A equipe da Delegacia de Goiânia realizou uma pesquisa ao cadastro de contribuinte e verificou que a companhia não tinha nota fiscal de entrada do produto. 

“A apreensão da carga roubada partiu de uma suspeita da nossa equipe, depois de averiguarmos a ausência de nota fiscal das mercadorias. Passamos as informações para a DECAR, que investigou e confirmou, junto com a empresa fabricante de leite, que a carga havia sido roubada no dia 1 de novembro em Imperatriz, no Maranhão”, contou o supervisor da Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia, Adalberto Constantino.

Após a constatação de que se tratava de um carregamento de mercadorias roubadas, a PRF do Ceará foi acionada e conseguiu abordar o caminhão rapidamente, recuperando a carga e efetuando a prisão do condutor do veículo. 

O motorista já estava sendo investigado há cerca de cinco meses pela força tarefa estabelecida entre a Polícia Civil e a PRF. Ele era suspeito de integrar uma organização criminosa especializada em furtos e roubos de cargas de diversos produtos, além de ter participado de um roubo de carga de defensivos agrícolas há poucos meses. 

A ação só foi possível através da colaboração entre a Secretaria da Economia do Estado de Goiás, Polícia Civil de Goiás, Secretaria da Fazenda do Ceará e Polícia Rodoviária Federal.

Fonte: ICMS/GO