ICMS/RJ - Secretaria de Fazenda participa de operação da Polícia Civil contra lavagem de dinheiro

16/10/2019

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio (Sefaz-RJ) participou, nesta terça-feira (15/10), da Operação Disk Gás, que teve como um dos objetivos investigar crimes contra a ordem tributária, contra a ordem econômica e lavagem de dinheiro. A ação resultou na prisão de Fábio Pinto dos Santos, conhecido como Fabinho São João, acusado de ser um dos chefes do tráfico de drogas no Morro São João, no Engenho Novo, e na comunidade de Manguinhos, em Bonsucesso. Comandada pela Secretaria de Polícia Civil (Sepol), a operação contou ainda com o apoio da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os Auditores Fiscais da Receita Estadual (AFREs) fizeram uma inspeção em uma revendedora de gás de cozinha (GLP) no Engenho Novo, Zona Norte do Rio. De acordo com as investigações, a lavagem de dinheiro era feita por meio de empresas pertencentes a parentes de Fabinho São João. Um sobrinho dele teria movimentado em sua conta quase R$ 1 milhão em 18 meses. O Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (DGCOR-LD) da Polícia Civil não descarta o envolvimento de pessoas de fora da família, que podem também estar sendo usadas como “ laranjas”, emprestando suas contas bancárias para serem usadas como contas de passagem.

“A Secretaria de Fazenda tem um papel de grande importância: identificar irregularidades fiscais, que possam estar acobertando atividades ilícitas. Dessa maneira, contribuímos para desestruturar o braço financeiro das organizações criminosas”, afirmou Rodrigo Aguieiras, Superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ.

Fonte: SEFAZ RJ