A importância da segurança no trabalho na Construção Civil é destacada em evento

23/02/2018

Helton Yomura participou de encontro do setor e reafirmou disposição da pasta na construção de parcerias

“A Construção Civil é um campo fértil de trabalho. Estamos de portas abertas para dialogar com o setor”, afirmou o ministro do Trabalho substituto, Helton Yomura, durante o encerramento do VII Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua, nesta sexta-feira (23), em Brasília.

Yomura reforçou que a pasta vem atuando de forma intensa na fiscalização, para diminuir o número de acidentes de trabalho. “Precisamos estar em sinergia. O Brasil passa por um momento oportuno de desburocratização. Vamos vencer esses escaninhos para ter resultados cada vez melhores e excelentes condições de trabalho para zelar pela vida dos trabalhadores, além de contribuir para a diminuição das despesas previdenciárias”, ressaltou Yomura.

O chefe interino da pasta também lembrou as novidades do Ministério, a exemplo da modernização trabalhista, que visa à geração de postos de trabalho no setor produtivo. “Os números da economia confirmam as projeções otimistas”, completou o Yomura.

O presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), Joel Kruger, detalhou que a disposição do Ministério para avançar nas questões referentes à desburocratização do setor de engenharia é notória. “A relação com o Ministério do Trabalho pode ficar mais próxima. Colocamos nossos mais de 1,4 milhão de profissionais à disposição da pasta para contribuir diretamente com o país na segurança do trabalho e na geração de empregos”, concluiu Kruger.

O coordenador da Câmara Especializada de Engenharia de Segurança do Trabalho do Crea-RJ, Alexandre Mosca, destacou o empenho do Ministério do Trabalho no combate à informalidade no setor. “Esse estímulo à formalidade corrobora para a segurança do trabalho. Nosso intuito é manter o diálogo aberto e otimizar ações em parceria em prol de resultados significativos no país”, disse Mosca.

O VII Encontro de Líderes reuniu cerca de 800 participantes na capital federal. Entre eles, especialistas em segurança do trabalho, além de representantes de associações e conselhos do setor.

Fonte: Ministério do Trabalho