Ministro participa de lançamento do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho

28/04/2017

Acidentes e doenças do trabalho custaram R$ 20 bilhões em benefícios pagos pelo governo entre 2012 e 2016, de acordo com dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho. A plataforma, uma parceria do Ministério Público do Trabalho e da Organização Internacional do Trabalho abastecida com dados públicos, entre eles do Ministério do Trabalho, foi lançada nesta quinta-feira (27).

O ministro Ronaldo Nogueira elogiou a iniciativa, que permitirá a consulta a diversas informações relacionadas ao universo do trabalho em um mesmo local, permitindo o cruzamento de dados que podem orientar políticas públicas e que conferem mais transparência às ações do governo. "Não há como corrigir mazelas se você não reconhece essas mazelas", afirmou.

O procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury, disse que as informações servirão também para nortear o trabalho do MPT. "Os dados são públicos, são dados do próprio Estado. O Ministério do Trabalho tem um conjunto de dados sobre empregabilidade. Ministério da Previdência, sobre acidentes, o da Saúde, sobre questões de saúde ocupacional. Com esses dados do Observatório Digital nós poderemos, nós, Estado brasileiro, Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Ministério da Previdência, Ministério da Saúde, poderemos ter uma ação de prevenção muito mais eficaz", afirmou.

O lançamento foi feito na véspera do Dia Mundial de Saúde e Segurança no Trabalho, que é celebrado nesta sexta (28) e no mesmo dia em que o Ministério do Trabalho apresentou balanço sobre a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Conpat). O encerramento da Conpat, pela manhã, também contou com as presenças do ministro Ronaldo Nogueira e do procurador-geral do MPT, Ronaldo Curado (veja aqui).

Fonte: Ministério do Trabalho